06 de fevereiro de 2014

Fran e Diego do BBB: o que fazer quando o relacionamento é problemático?

Por: Divando  

Toda mulher já entrou – ou muito provavelmente vai entrar- em uma relação onde há química na paixão física, porém o relacionamento pode ser abusivo emocionalmente, resultando em muitas lágrimas. Se analisarmos o casal Franciele e Diego, o famoso FranGo, do BBB 14 já dá para perceber que os dois entraram em uma relação que desde o início se mostra complicada.

Diego é direto, fumante inveterado e, vamos combinar, bem grosso.A Fran é cricri, enche o saco dos outros com a limpeza e vamos novamente combinar, chora pra burro! Qual é o problema dos dois, não combinam? Aparentemente sim. Tem a questão do confinamento, mas o que pega mesmo nesses dois é o fato de que eles não respeitam suas diferenças.

 Para uma relação abusiva não precisa motivos fortes: as discussões podem começar por questões ínfimas como uma louça não lavada. Tanto que em um dos seus milhares chororôs Letícia disse para Fran: “mas quem vê de fora, parece que são coisas tão pequenas…”

E são mesmo. Nessa relação que mal começou os dois já estão frustrados. Fran espera carinho de Diego e Diego espera menos frescuras de Fran, aí vem o conflito. O problema é que algumas pessoas passam anos e anos nesse tipo de relacionamento, sempre esperando que de um dia para o outro tudo mude, tudo se transforme. Porque em algum lugar alguém escreveu que relacionamentos onde há muita discussão há muito mais paixão. Ô lenda, hein!

De acordo com a psicoterapeuta e coach Luana Zanelli, relacionamentos onde a paz não reina podem ser fundamentados na carência: “as pessoas mantém esse tipo de relação umas com as outras porque são carentes e projetam no outro algo que desejariam, que o outro (pode ser que não saiba) jamais vai atingir. Para essas pessoas é melhor estar num relacionamento ruim do que estar só”.

E é bem isso que parece estar acontecendo com Franciele: quando não está chorando as pitangas das patadas de Diego, está chorando vendo fotos da família ou caindo nos braços do boy.

É preciso ter auto-responsabilidade, mulheres! Se sente carente? Não vá jogar o sentimento assim tão fácil para cima de alguém. Tente pensar, resolver os problemas antes de acreditar que uma relação com tantos altos e baixos um dia pode mudar e ser plena. Força na peruca!